Segunda-feira, 1 de Junho de 2009
"pinceladas" emocionais :

 

 

Sendo hoje dia da criança, não posso deixar de salientar que,  por média diária, hoje mesmo,  vão morrer  4. 500 crianças, por falta de água potável!
Dia da criança deverá ser todos os dias do ano. Cabe a cada um de nós , contribuir para a mudança
 

 

 

Hoje, recebi por e-mail, este texto escrito pelo meu cunhado Zeca e não resisti a partilhá-lo convosco, não só por ser exactamente o que penso mas , também, como forma de levar, cada um de nós, a reflectir sobre a solidariedade e a necessidade de transmitirmos aos nossos filhos e netos, valores que grande parte da  humanidade parece ter esquecido.

"Os homens são capazes de tudo. Até de fazer o bem".

(escreveu António Barreto,no Público de ontem)
Alguém disse que os valores eternos da sociedade são:
moralidade, espiritualidade, ética.
Ora, podemos considerar a solidariedade humana como a síntese e a cúpula destes três valores eternos .
Este fim-de-semana foi um apelo à solidariedade. Bem sei que o Evangelho aconselha a que nem sequer a mão esquerda saiba o bem que faz a direita, para não se perder o mérito. Mas circunstâncias há, em que revelar o bem, poderá servir de "contágio" para que outros nos sigam o exemplo.
Por isso aqui revelo que anteontem, logo ao abrir da loja do Jumbo, lá estávamos às compras, sem esquecer o nosso contributo para o Banco Alimentar Contra a Fome. É sabido que são os não-ricos como nós, os mais solidários! E isto é tão verdade, que às 10 horas - uma hora depois de abrir - quando saímos, já havia quatro caixotes meio cheios!
Mas o que desejo sobremaneira realçar é a notícia de que este ano há mais 368 novos voluntários, muitos deles crianças dos seis aos doze anos!
É próprio de avós comoverem-se com esta notícia:  de imediato imaginei a felicidade que sentirá o meu neto, daqui a três anos, se lhe for dada oportunidade de participar nesta "festa", espicaçando-lhe desde a infância a generosidade, da mesma forma que espicaçámos à mãe dele, quando lhe colocávamos a alternativa - de quando em vez - de ela comer um gelado ou ir levar o gelado a um menino pobre que morava perto. A satisfação dela era tanta, que não dá para "pintar" aqui. Era, sem sombra de dúvida, o dia em que o gelado que não comia, melhor lhe sabia! Está inscrito na nossa natureza: "é melhor dar, do que receber".
Quanta responsabilidade cabe aos adultos, na educação para a generosidade!
 

 



Publicado por bitu às 15:21
link do post | comentar | ver comentários (11)


.:Madrinha ISA(SINGULARIDADES):.